sábado, 30 de julho de 2011

O outro lado do mundo é logo ali.

  Você é assim, aparece, fica um pouco, depois some por um tempo muito grande pro meu gosto. É engraçado que, se eu puxar qualquer parte das minhas lembranças com você, nós estamos conversando, pessoalmente, via sms, pelo celular, algum site de relacionamento, msn... Chegou uma época em que eu já tinha decorado o número do seu celular e como era sua voz pelo telefone, então, a gente vai e some um da vida do outro mais uma vez.
  Fazia uns 6 meses que a gente não se falava. "Fazia" "falava" no passado mesmo, porque hoje você apareceu com aquele frase que eu já ouvi inúmeras vezes vindo da sua boca e que eu tanto adoro "oi branquinha, porque sumiu?". É engraçado porque nesses 6 meses eu nem lembrei que você existia, ta, mentira, talvez eu tenha lembrado numa dessas noites em que parece que o travesseiro não colabora ,você não consegue achar uma boa posição pra dormir, desiste e acaba pensando na vida. Mas hoje, segundos antes de você dar sinal de vida, me veio você na cabeça. Assim, meio paranormal mesmo,coisa do destino talvez, você sabe que eu sempre fui muito ligada nessas coisas misticas, eu, que sempre fui uma curiosa, já tive baralho de tarô e tentei aprender a arte da quiromancia,  levo muito em consideração essas coisas.
  Você veio cheio de novidades, contando tudo sem passar as histórias no filtro do que deve ser contado e o que nunca se deve contar, fala de festas, bebedeiras, mulheres, e teve "A" novidade: estou do outro lado do mundo.  Como assim? Fiquei em uma confusão de sentimentos, feliz e empolgada por você, mas ao mesmo tempo...Poxa, do outro lado do mundo? Não podia ser do outro lado da minha cama não?

sexta-feira, 29 de julho de 2011

Quando o sentimento é muito pra dizer "te adoro" e pouco pra dizer "te amo".

   Penso se tudo deu errado ou certo, é estranho supor como seria se tivesse dado certo,ou errado, já que eu ainda não me decidi se o fim foi algo bom ou ruim pra mim. A gente sempre se entendeu tão bem, não sei se você era tudo aquilo mesmo ou se minha cabeça te endeusava e meus sentimentos me cegavam e faziam dos seus defeitos algo secundário, não sei se você mudou tanto assim ou se te vejo diferente hoje em dia por não ser mais apaixonadinha por você. Nem sei se foi paixão, na verdade durou muito pra ser paixão e eu já ouvi falar que paixão tem data de validade, mas também não sei se foi amor, mas se tiver sido eu falo que amar é bom.
   Tenho saudades das nossas conversas intermináveis, em que um participava da viagem do outro sem julgamentos, de sempre sermos sinceros, da intimidade adquirida com o tempo - que me rendeu (por métodos empíricos) a prova de que a frase "intimidade é um caminho sem volta" é uma grande balela, porque nós ainda conversamos, mas sem aquela intimidade da época.
   Já passou há muito tempo a minha loucura por você, já não te acho o amor da minha vida (mesmo me referindo a você como “ex-amor-da-minha-vida), você não me visita mais nos sonhos e nem na minha casa,já não procuro saber da sua vida e o principal não te mando “sms alcoolica” há muito tempo.Se eu animava estar com você mais uma vez ? Esse não é o tipo de pergunta que se faça. Mas se quer saber, o fato de não te querer mais não exclui o de você continuar meu tipo certo. Animava, e como…

3,2,1... Lá vou eu!

Depois dos "sonhos verdes" resolvi ter sonhos de outras cores.
Começando agora com esse blog, mas sonhando desde sempre com um mundo colorido...